notícias sobre o mundo do entretenimento

  • Grey Facebook Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey Instagram Ícone
  • Luís Henrique Franco

A ETERNA QUESTÃO: OS SPIN-OFFS


Sob a expectativa de um novo lançamento na franquia Star Wars, os fãs ficaram divididos quanto à receptividade de Solo. O filme, que contará a história de origem do famoso contrabandista Han Solo e sua vida anterior aos eventos do Episódio IV. Uma das principais críticas contra o filme é de que seria uma aventura desnecessária, feita não para dar continuidade ou acrescentar algo à saga e seu universo, mas apenas para arrecadar mais dinheiro. De certa maneira, não é uma crítica errada, e é esse o objetivo de todos os filmes conhecidos como Spin-offs.


Um Spin-off é um filme ou série que deriva diretamente de uma saga sem, contudo, ser uma sequência direta da mesma. Muitos Spin-offs servem para contar histórias anteriores ou posteriores à saga original, dar protagonismo a personagens secundários marcantes ou contar outras histórias que aconteciam simultaneamente à saga principal. É um tipo de filme que tem recebido inúmeros investimentos nos últimos tempos, sendo umas das principais formas usadas para reviver séries e sagas antigas e que já tenham sido dadas por encerradas. Nem sempre, porém, essas mudanças são bem-vindas.

VANTAGENS DOS SPIN-OFFS

A principal vantagem de filmes derivados é, justamente, poder pegar um universo já consolidado na mente dos fãs e, sem alterar seu aspecto básico, expandir seu conteúdo a níveis inimagináveis. Em universos complexos, os Spin-offs podem servir tanto para explorar outras partes do mesmo universo quanto para mostrar ao público histórias, anteriores ou contemporâneas, que às vezes são muito reforçadas na saga original, mas que nunca chegam a ser mostradas na tela por essa.

Star Wars, Harry Potter, O Senhor dos Anéis, todas são franquias com mundos muito grandes e inúmeras histórias, teorias e acontecimentos que moldaram o universo atual. Às vezes, essas histórias são tão numerosas que não podem ser mostradas em uma única franquia. Por isso, são criadas as Prequels, contando alguma história anterior à saga, uma Sequel, para narrar eventos posteriores, ou um derivado focado em outro lugar, outra ação que ocorre ao mesmo tempo da saga original (como por exemplo Fear The Walking Dead, que se passa ao mesmo tempo que a The Walking Dead, sua série original)


No caso de Star Wars, existem tanto as Prequels quanto as Sequels, de forma que não só ficamos sabendo sobre a origem de inúmeros personagens famosos e queridos, como Obi Wan Kenobi e, principalmente, Darth Vader, mas também ficamos cientes do desenrolar, décadas depois, dos eventos da primeira trilogia e a continuação que a história tomou.

Com relação a personagens, temos outra grande vantagem. Os filmes derivados, por serem histórias paralelas à original, trazem sempre novos personagens à cena, além de, muitas vezes, focarem em coadjuvantes que receberam muita atenção do público e se tornaram favoritos da saga. Isso é interessante para aprofundar as relações entre os seres que habitam esse vasto universo, além do fato de que novos personagens, causam, obrigatoriamente, a chegada de novas tramas que tendem a ser exploradas no futuro.


Com relação às Prequels, sua maior vantagem é narrar as origens da história original, ou de algum personagem marcante. Alguns exemplos são os episódios I a III de Star Wars, que contam a origem de Darth Vader desde a sua infância em Tatooine até a batalha em Mustafar que o transformou no lorde sombrio do Império. Também pode ser citada a trilogia O Hobbit, que narra como Bilbo Bolseiro conseguiu se apoderar do Um Anel, pertencente ao Senhor do Escuro Sauron, e que é a principal trama de O Senhor dos Anéis.


Entre as séries, também é comum que uma assuma algum aspecto da história de outra, quer seja para continuá-la, como The Legend of Korra, continuação de Avatar: Legend of Aang, quer seja para contar as origens da série original, como The Originals, série prequel de The Vampire Diaries. Algumas podem simplesmente usar de coadjuvantes para contar outras histórias no mesmo universo, como a já citada Fear The Walking Dead e Better Call Saul, que narra as aventuras sob o ponto de vista do advogado Saul, personagem recorrente em Breaking Bad.


OS CONTRAS

Mas, ao mesmo tempo, filmes derivados podem apresentar alguns problemas. Um que diz respeito aos personagens é que, principalmente se tratando das prequels, há poucas surpresas reservadas para o público que já assistiu a original. Quando contamos uma história anterior, é óbvio que todos os personagens presentes na nova produção e que estão presentes na original irão sobreviver. Eles precisam estar vivos para estarem na aventura que acontecerá logo depois. Da mesma forma, os personagens que ganham muito destaque na nova produção, mas não estão presentes na original, provavelmente morrerão ao final da saga, visto que, por serem muito importantes, não faria sentido eles serem apenas cortados por motivos de eles não aparecem na saga original (quando isso acontece, costumam-se criar furos de roteiro que levam o público a cobrar um paradeiro daquela personagem).


Aliás, furos de roteiro também são outro problema sério dos Spin-offs. Isso acontece porque, na tentativa de produzir algo novo, mais original, os diretores e roteiristas acabam alterando coisas que já haviam sido pré-estabelecidas na saga original, causando enorme confusão nos fãs. Um bom exemplo é a questão levantada no Episódio 1 de Star Wars, quando é introduzida a questão dos Midi-chlorians, formas de vida microscópicas presentes em todos os seres vivos e responsáveis pela geração da Força. O problema? Na trilogia original, a ideia de Força apresentada era a de uma energia que circunda todos os seres e objetos, independente de qualquer ser vivo e que rege todo o universo.


Outro exemplo de uma mudança muito grande foi a de Alien vs Predador, que colocou dois dos maiores monstros da ficção científica para lutar entre si, ao mesmo tempo em que tenta narrar a história da rivalidade das duas raças e de suas origens. Já havia sido dito antes que o Predador era um visitante recorrente na Terra, mas pela história original da Alien, o primeiro encontro dos humanos com o ser aconteceria muitos anos no futuro, muito longe da Terra. Essa ideia é, inclusive, reforçada na Prequel dirigida por Ridley Scott, Prometheus.


UM INVESTIMENTO NEM SEMPRE BEM-VINDO

Mas certamente o ponto mais forte dentro dos Spin-offs, que definitivamente é um ponto que não agrada boa parte do público, é que essas produções, muito mais do que qualquer outra, são feitas com o simples propósito de buscar o lucro através da nostalgia dos fãs. São produções exorbitantes, que às vezes não acrescentam tanto à história para serem algo desejado pelos fãs, mas que mesmo assim os atraem para o cinema, porque é Star Wars, é Game of Thrones, é o mundo de Harry Potter. Mexendo com esses sentimentos, os estúdios obtêm uma forma fácil de conseguir lucros sem trazer muito de novo.

Até é justificável fazer um filme de O Hobbit para contar as origens de O Senhor dos Anéis, mas por que transformar algo que poderia ser facilmente resumido em um único filme em uma trilogia? O mundo de Game of Thrones é realmente muito vasto, mas será que isso justifica cinco séries Spin-off, como está planejado pela HBO? Qual o sentido de contar a origem de Han Solo em Star Wars, o que essa história acrescentará de novo à atual situação da saga?


Não significa que esses filme não devam ser planejados e feitos, mas a soma de todos esses fatores acabam por fazer as pessoas verem esses filmes com um pé atrás. Mesmo que sejam bons, a recepção deles pelo público nem sempre é tão boa, o que devia ser suficiente para fazer os estúdios planejarem melhor os filmes futuros, de forma a tentarem trazer algo a mais para essas sagas clássicas, visto que eles parecem ter tanto interesse em mantê-las vivas nos dias atuais.


E você? Qual a sua opinião sobre os Spin-offs? Devem continuar a ser feitos? Devem ser melhor pensados? Devem ser feitos em menos quantidades? Compartilhe sua opinião conosco nos comentários!

Para mais conteúdo como esse, inscreva-se na Flit Studios: www.youtube.com.br/flitstudios

Siga também o nosso Instagram: @flittv

#CINEMA #TRAILERS #LANÇAMENTOS

SOBRE NÓS

PRODUÇÕES

ENTRETENIMENTO

  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon

© 2019 Flit Studios. Todos os direitos reservados.